quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Solidariedade e liderança fazem a diferença.


A menina Natalie Gilbert, de 13 anos, ganhou um prêmio e foi cantar The Star-Spangled Banner, hino dos EUA, no jogo da NBA.



Vinte mil pessoas no estádio, ela afinadinha.
Aí o braço tremeu, ela engasgou, esqueceu a letra...DEU BRANCO!

Treze anos. Sozinha, ali no meio...

O público, estupefato, ameaça uma VAIA.

De repente, Mo Cheeks, técnico dos Portland Trail Blazers, aparece ao seu lado e começa a cantar, incentivando-a, e trazendo o público junto.

Bonita cena. E o que é mais incrível, só o técnico tomou a iniciativa de ir até lá para ajudar, enquanto os demais observavam.

Mostra como uma atitude de liderança e solidariedade, NA HORA CERTA, pode fazer uma grande diferença, para ajudarmos um ser humano e mudar a história.
Será que isso já não aconteceu em nossas vidas?

E a nossa atitude foi a do Técnico ou a de todos que estavam ao redor, de apatia e descaso?

Tem gente que está no mundo para ajudar.
Outros para liderar.
Outros simplesmente para vaiar.
Pense nisso.... mas lembre:



3 comentários:

Samir Resende disse...

Basquete (L)!

eu sou líder disse...

Hi, este tópico tá igual aos livros de auto-ajuda.

Anônimo disse...

Adorei esta mensagem tenho certeza que tem mias gente para vaiar,temos certeza também que podemos mudar isso.