quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Cabral muda, de novo, o secretário de educação

Notícia
Fonte: Folha Dirigida
Cabral muda, de novo, o secretário de Educação

Em pouco mais de três anos e meio, o Estado do Rio de Janeiro terá seu terceiro secretário Estadual de Educação. O governador Sérgio Cabral anunciou na noite da última terça-feira, dia 5, a substituição da ex-titular da pasta, Tereza Porto, pelo economista e ex-presidente do Rio Previdência, Wilson Risolia.

As razões da mudança não foram informadas. No entanto, em princípio, pode ter pesado contra a secretária o fato de o Ideb do ensino médio na rede estadual de ensino ter ficado em 2,8 pontos, mesmo patamar dos últimos quatro anos. A área de Educação foi a mais criticada pelos adversários do governador Sérgio Cabral, ao longo da campanha eleitoral.

Ainda não há data prevista para a posse do novo secretário. Wilson Risolia é formado em Ciências Econômicas em Nápoles, na Itália, e tem pós-graduação em Engenharia Econômica e Didática do Ensino Superior, Além de ex-presidente do RioPrevidência, ele foi vice-presidente de Ativos de Terceiros da Caixa Econômica Federal. Cogita-se que sua escolha esteja ligada a um objetivo de modernizar a gestão da rede estadual.

Ps: Comentário do professor Sergio Murilo no seu blog: Mais um tecnocrata no comando da pasta. A promessa de alguém da área educacional ficou somente na promessa mesmo. Aposto que lá vem esses planos mirabolantes para elevar o IDEB do Estado sem dar um salário digno. Pelo visto, o desgovernador vai ressuscitar a Nova Escola que ainda não está totalmente enterrada. Serão mais quatro anos de sofrimento e atraso na área educacional fluminense. Pobre professor fluminense!!!! Fora Cabra Mau!!!!!

Um comentário:

Samir Resende disse...

Em entrevista à Globo, o novo secretário de educação chama professores de "entregadores do saber"! A repostagem diz ainda que a profissão dele é "financista"

Com todo respeito aos entregadores do Brasil, mas vai catar coquinho, secretário!

que saudades da época que secretários de educação eram ligados à educação (sic) e não ao mercado financeiro.

Veja a entrevista do "novo" secretário:

http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2010/10/novo-secretario-de-educacao-do-rj-assume-com-promessa-de-avancos.html