quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Jornal do interior do RJ tem distribuição reduzida após criticar prefeito reeleito

Do site da Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo)

O Jornal Atual, de Itaguaí, interior do Rio de Janeiro, teve sua distribuição significativamente reduzida desde 6 de novembro. Segundo o proprietário do jornal, Marcelo Godinho, as aproximadamente 15 bancas que negaram-se a distribuir o jornal são do mesmo dono, conhecido por Rodolfo, e que é um homem próximo ao prefeito Carlos Busatto (PMDB).

O Jornal Atual publicou matérias que criticam a administração do prefeito reeleito, entre elas, o suposto envolvimento no escândalo dos sanguessugas e a investigação na operação Cartas Marcadas da Polícia Federal.

Godinho conta que o prefeito reuniu-se com vereadores e que teria dito que "ninguém tinha que falar nada contra eles", além de ter citado várias vezes o jornal e o nome do jornalista. De acordo com o Godinho, quatro vereadores presentes confirmaram a ele o teor da reunião. Na mesma reunião, ele teria dito que conversaria com os anunciantes do jornal para que parassem de investir.

Godinho entrou em contato com um dos jornaleiros, que declarou: "Enquanto falar mal do prefeito, não vai mais circular. Ordens lá de cima". As bancas concentram-se em Itaguaí e Mangaratiba (administração anterior de Busatto).

A Associação Brasileira de Imprensa (ABI) enviou um telegrama (veja abaixo) ao prefeito dia 7 de novembro, pedindo que ele interrompa as represálias e perseguições que vem promovendo contra o Jornal Atual e não mais ameace seu Diretor, Marcelo Godinho.

Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa do gabinete do prefeito declarou que não há nenhum tipo de represália e que o prefeito busca apenas respostas legais contra matérias publicadas no jornal.

Telegrama"A Associação Brasileira de Imprensa apela a Vossa Excelência no sentido de evitar represálias e perseguições ao Jornal Atual e a seu Diretor, Marcelo Godinho, de modo a deixar claro que Vossa Excelência não é inimigo da liberdade de imprensa. Conto com a sua palavra tranqüilizadora a esse respeito. Cordialmente, Maurício Azêdo, Presidente da Associação Brasileira de Imprensa."

3 comentários:

Anônimo disse...

caraca!

ainda bem que em valença não tem destas coisas, rsrsrsrsrs

Se tivesse esse tal de capilo aí já taria aqui chorano e falano que em vlç tem destas coisas, rsrsrsrs

Sou deizzzz!!! dezzzmiolado!!!

vitu disse...

e precisa falar?

Danilinho Serafim disse...

Pelo titulo pensei que fosse outro jornal do interior que estava sendo processado por outro inescrupuloso prefeito do interior. Ainda bem que li a reportagem para desfazer minhas duvidas. Ufa....